segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Invejar pra quê?



Esse é um assunto bem recorrente na minha vida, minha mãe, meu pai e minha vó são super superticiosos, então nasci e cresci num meio em que inveja, olho gordo são assuntos bem comuns.


Quando fiquei doente, meus pais e minha avó disseram que era muito olho gordo em cima de mim, mas será que era mesmo?


Sou do tipo de acreditar no poder que a mente tem sobre nós, por exemplo aquele dia de cão que você teve se lembra? (ou você está tendo ele hoje?) como você acordou? acordou de mau-humor, pensando negativo não foi? Pois é, não que eu não acredite em inveja, existe sim e muito, mas não creio que somente ela possa nos fazer mal.


Há, segundo a minha mãe, dois tipos de inveja, hahaha, segundo ela há aquela inveja que você quer algo daquela pessoa, mas não faz nada para conseguir, só amaldiçoa a criatura e pensa porque ela é favorecida pelo universo, segundo a minha mãe é essa inveja que faz mal.

Já o outro tipo de inveja é aquele que você quer algo da outra pessoa, mas vai atrás para conseguir também.


Eu, acredito que a inveja possa influenciar certas coisas, mas não mudar o rumo da história, até começar a estudar psicologia acreditava vieemente no poder dessa maltida da inveja, mas estudando psicologia vi que a nossa mente tem um poder muuuuito maior do que qualquer olho gordo de quem quer que seja!


Então vamos parar de dizer que não conseguimos nada do que queremos por inveja dos outros, você faz o seu destino, não vem com essa história de livre-arbítrio, mas você pode sim mudar o rumo das coisas.


e então vamos apartir de hoje mudar o rumo da nossa história?

Nenhum comentário:

Postar um comentário