segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Grey, Oww Grey!





Sim eu me rendi aos encantos de Christian Grey nessas férias, pornô para mamães como alguns críticos chamam a saga 50 tons.

O que me interessou na saga?

Não, não foi as partes de sexo explicito e muitas vezes sadomasoquista;
Não eu não me identifiquei com a Anastasia Steele, como andam dizendo que as mulheres só gostam desse livro porque se identificaram com a protagonista;
Não, eu não sou interesseira e gostaria de um Grey na minha vida só porque ele é trilhardário

Sim eu queria uma Christian Grey para mim, sem a parte dominador e sem a parte sadomasoquista, mas pensando bem sem essas partes e a parte dele ser bilionário, o Christian Grey pode estar deitado do seu lado, ou sentado no sofá da sua casa, sim eu achei o Christian Grey parecido com o meu namorado! (sem as partes que eu citei acima que eu não gostei).


Bom, mas não vim discutir sobre Grey, vim falar do que me chamou a atenção nesse livro.

Romance.

Sim, Romance.


Me diga que cara dominador do jeito que ele é aceitaria que você não fosse sua submissa? Que cara aceitaria fazer sexo baunilha, como eles chamam, se não fosse por amor? Que cara te pediria em casamento depois de dois meses? Que cara no meio da noite iria ao teu encontro e enxugaria as suas lagrimas? (50 tons de cinza).

Sim, Ana é insegura, uma chata para falar bem a verdade, mas Grey dá toda graça ao espetáculo.

Não li ainda o último 50 tons, porque perdi a vontade de ler, mas sei que quando começar a ler novamente vou devorá-lo em poucos dias.

Mas perdi porque não sou como algumas pessoas que preferem ler primeiro o final, quando eu faço isso eu perco a vontade total e como eu vi que irão acontecer coisas eu entendi o nome do livro e não gostei.

Veremos se eu vou ler e me render mais um pouco ao Sr. Grey, ou não.


Sou péssima em resenhar livros, mas irei fazer quando me apaixonar por algum livro :)




Nenhum comentário:

Postar um comentário