quarta-feira, 31 de julho de 2013

O tempo voa

Untitled




Antes de fazer 15 anos muitas pessoas me diziam que depois dos 15 os anos passavam voando, chegou os meus 15 anos tive a festa de debutante que a minha mãe desde criança me instigou a querer, e sim eu queria ter. Passado a festa de 15 anos e concordo o melhor ano da minha vida até hoje. Foi o ano em que eu conheci o meu namorado, o ano em que eu estava em amigos, o ano em que eu ainda não preocupava com as coisas. Fiz 16 anos e comecei a trabalhar eu tinha rotina de acordar as 6:30 ir pro colégio do colégio ir direto pro estágio e depois das 18:30 eu ainda tinha curso alguns dias da semana para fazer e chegava em casa por volta das 22:30. Me arrependo de ter começado a trabalhar naquele ano, no fim de contas não aproveitei direito o meu último ano com os meus amigos na escola. E depois disso realmente o tempo voou. Fiz 17 anos num piscar de olhos já estava fazendo 18 anos. Comecei a faculdade que eu amo e não me arrependo NUNCA de ter escolhido a psicologia. Desde que eu comecei a faculdade que dai sim o tempo voou. Talvez seja a ansiedade generalizada esse medo de os anos passarem e eu não conseguir fazer o que eu quero. Olho as fotos das minhas afilhadas quando elas nasceram e olho para elas hoje e vejo o quanto o tempo passa rápido. Laura hoje está com 3 anos uma mocinha que pinta as unhas e não quer cortar o cabelo. Rafaella hoje está com 7 meses é nova ainda, mas já fingi tossir só para chamar atenção. E eu continuo com o meu medo de não conseguir aproveitar o que a vida tem de melhor.
Mas afinal o que ela tem de melhor? Ficar com os amigos, escutar as músicas velhas que eu tanto gosto, ficar com as minhas afilhadas que eu tanto amo, passar um final de semana agarradinha com o namorado, dormir na casa da vó. Tenho medo do tempo, tenho medo de não dar tempo. Talvez esse medo exista em pessoas que vivenciaram a morte de perto, assim como eu. Dá uma dor no peito em pensar que eu quero tantas coisas e eu nem comecei a planejar nenhuma delas. Dá uma agonia saber que a minha formatura só em 2017 e será que eu vou ser uma boa profissional? Tento me desligar do tempo, mas ele está sempre ali mostrando que ele voa e que eu tenho que aproveitar cada milésimo de segundo que ele tem. Talvez seja por isso que eu adoro relógios, adoro controlar o tempo que eu tenho, mas adoro mais ainda ficar de pernas pro ar sem tempo para controlar.
Arejar a mente é disso que eu preciso num mundo em que tudo corre, que tudo voa, preciso de mais tempo à toa para simplesmente ouvir o vento, a risada gostosa das minhas afilhadas, um eu te amo do namorado logo de manhã ou a música velha que eu tanto amo.